Diferenças entre exportar produtos e internacionalizar empresas

Updated: Feb 15, 2019

Internacionalizar um negócio é muito mais do que apenas exportar produtos ou serviços.

Quando você realiza uma exportação, sua atuação na cadeia produtiva, que vai da fabricação até o consumidor final, é bastante reduzida, e acaba quando seu produto é embarcado no Brasil.


No entanto, após o embarque ainda existem diversos níveis muito mais profundos dentro dessa complexa estrutura mercadológica, e o acesso a estes níveis somente é possível através da internacionalização da sua empresa.


Isso significará que, em vez de simplesmente vender seu produto a um importador, você poderá negociar com empresários e investidores locais, tais como atacadistas, distribuidores e varejistas, que de outra forma jamais teriam qualquer tipo de contato com seu produto, pois não têm contato direto fora da China.


E exatamente nesses níveis da cadeia produtiva é onde reside a maior lucratividade. E a única forma de ter contato com tais níveis é através da internacionalização de sua empresa, pois isso a colocará inserida dentro do contexto mercadológico do país-alvo, sem nenhuma desvantagem pré-existente tal como língua, cultura ou localização geográfica.


O caminho entre o fabricante estrangeiro de um produto até sua chegada ao consumidor final, em outro país, é bastante longo, e inclui a participação de certos "players" que na maioria das vezes passam totalmente despercebidos pela imensa maioria das pessoas.


Quando uma empresa exporta seus produtos, ela atua somente nos primeiros níveis dessa complexa cadeia de consumo da estrutura mercadológica, finalizando sua participação geralmente no momento do embarque de suas mercadorias.

Internacionalizar uma empresa é estabelecer-se formalmente em outros países, e dessa forma, participar direta e ativamente de outras etapas do processo. E, claro, lucrar cada vez mais em cada uma delas.